CAMINHO DE SANTIAGO: O QUE APRENDI E LEVO PARA A VIDA #2

CAMINHO DE SANTIAGO: O QUE APRENDI E LEVO PARA A VIDA #2

Como combinado, hoje partilho aquilo que aprendi para a vida durante a semana em que fiz o Caminho de Santiago. Sinceramente acredito que não importa se fazemos esta jornada por mais ou menos dias, o que importa é o que adquirimos com cada experiência que realizamos. Esta foi a minha!

  1. Superas os teus medos e desafios porque fazes algo que inicialmente pensavas não conseguir

Quando pensas em fazer imensos kms a pé de mochila às costas, sem contar com as inconstâncias meteorológicas, em piso irregular e sem saber o que vais encontrar pelo caminho, a tua mente começa logo a impor uma montanha de obstáculos que te fazem pensar que não vais conseguir… Mas arriscas, não pensas e percebes que afinal, sim, consegues ultrapassar os teus medos e desafios e reconheces a tua força física e mental.

  1. Acreditas mais em ti própria

Porque afinal ultrapassas obstáculos e desafios, sendo que um deles é que muitas vezes quem te rodeia acha que não vais conseguir e te desmotiva. Isso é apenas uma opinião e cada um fala de si mesmo e dos seus medos por isso, se quiseres mesmo, tu consegues e isso faz com que acredites mais em ti.

  1. Confiar

Em ti mesma, no processo, que tudo vai correr bem. Afinal, nunca sabes com o que contar, cada dia, cada etapa são diferentes. Nunca sabes como será o dia seguinte, onde vais dormir, onde vais comer, se está chuva ou sol, como será o caminho seguinte e isso faz com que aprendas a confiar em ti e na vida!

  1. Fluir

Aprendes a deixar-te levar e ficas disponível e receptiva para as oportunidades que a experiência te oferece, porque não vale muito a pena tentar controlar, é deixar fluir.

  1. A seres tu mesma

Aqui és tu e pronto, sem as tuas roupas do costume, sem os teus acessórios e makeup, fora do teu contexto habitual. Aqui podes ver quem e como realmente és, seres tu mesma e aceitares tudo o que em ti descobres.

  1. A ver o quanto “cresceste”

Seja pelos anos que vão passando, seja pelas experiências que vais vivendo, percebes como és agora em relação a quem eras há anos atrás (eu percebi essa diferença em relação à primeira vez que fiz o Caminho de Santiago há 7 anos atrás) e compreendes tudo o que foi acontecendo e que contribuiu para quem és hoje. A isso chama-se evoluir.

  1. A adaptares-te a novas condições

É sempre bom testar a nossa adaptabilidade, flexibilidade e como estás num local onde tantas vezes é difícil voltar atrás, és convidada pela vida a adaptares-te a determinada circunstância que se apresenta a cada momento.

  1. A veres um mestre em cada pessoa que se cruza contigo

Com cada pessoa que se vai cruzando contigo, que te caia bem ou te incomode, tens a oportunidade de aprenderes mais sobre ti mesma. Afinal, nos outros vemos partes de nós mesmos.

  1. A compreenderes que estás sempre no teu tempo certo

Que não tens de correr, que vais ao teu ritmo no teu tempo. Há momentos em que ultrapassas com quem te cruzas e outras és ultrapassada pelas mesmas pessoas, mas o que interessa isso? Cada um vai no seu tempo, no seu momento e tira partido da sua jornada e sabes que mais? Chegamos todos ao destino.

  1. A resiliência

Que te faz compreender que quando algo está difícil, sabes que será só por momentos e que como diz o ditado “depois da tempestade, vem a bonança” e… Vem mesmo.

  1. A estares no momento presente

Pois o dia anterior já foi e como não sabes o que virá a seguir, isso faz com que estejas e vivas o momento, o presente.

  1. Relaxar a mente

Se numa fase inicial a tua mente fala demasiado e o teu pensamento não pára, passados uns 2 dias acaba por se render, por se silenciar e é aí que a tua alma fala contigo suavemente, é nesse momento que ouves as tuas respostas, aquelas que te aquecem o peito e que, sem saberes como, tu sabes!

  1. A organizar ideias

Saindo do stress diário, começas a ver tudo de fora e de uma perspectiva que te oferece maior discernimento, maior clareza.

  1. Que tudo superas

Quando decides e te determinas, a tua mente faz milagres e tu tens a capacidade de superar qualquer obstáculo.

  1. Improvisar

Sim, dadas as circunstâncias, são várias as vezes que tens de ser criativa para te desenrascares e improvisares. E ficas feliz com isso, porque mais uma vez te superas!

  1. A seres paciente e benevolente contigo mesma

Porque quando algo te incomoda, quando aparecem aquelas dores e mal estar, começas a ter paciência e compaixão para contigo mesma e sabes que tudo está certo.

  1. A estares contigo mesma, mesmo estando em grupo

No Caminho de Santiago por vezes estás com um grupo, mas tens muitos momentos em que estás contigo mesma, porque como cada um vai ao seu ritmo, há momentos em que uns vão mais à frente, outros mais atrás e ali vais tu… Contigo. Em momentos estás contigo e noutros confraternizas, assim como na vida. Este é o equilíbrio.

  1. A motivação

A auto motivação, quando vais dizendo para ti mesma que consegues, a motivação aos outros quando lhes dizes que conseguem e a receber motivação de quem se cruza contigo e te diz que vais conseguir!

  1. A empatia e a solidariedade

É tão inspirador como o apoiar e o fazer o bem está tão gravado no ser humano! É natural outros peregrinos passarem por ti e se notam que em alguma coisa não estás bem, prestam-te o seu apoio, param no caminho para te ajudar e tu naturalmente fazes o mesmo. Independentemente da cultura, nacionalidade ou idioma. Afinal, somo todos iguais, todos estamos pelo mesmo.

  1. Valorizar as mais simples coisas

Seja a companhia, a refeição, a cama, o duche quente, a roupa que se lava (quando é possível), a simpatia, a maravilhosa paisagem, o ar puro, o sorriso e as lágrimas…

  1. A agradecer cada momento

Se leste a lista toda, dá para compreender a razão de agradecer cada momento, cada aprendizagem, cada lugar onde estás e as pessoas com quem viajas ou com quem te cruzas. Porque agradeces cada tomada de consciência, cada passo que dás e que te faz avançar, porque agradeces a vida e por te permitires viver!

De todas as aprendizagens que fiz e já partilhei contigo, há uma em particular que foi a maior aprendizagem, talvez por ser a mais desafiante mas, por isso, também a mais importante. Creio mesmo que pode ser um dos maiores desafios do ser humano em que dentro de ti se manifestam sentimentos antagónicos e se por um lado sentes que podes estar a falhar, por outro, talvez seja o mais acertado! Fica por aí, amanhã partilho contigo a aprendizagem número 22.

Até amanhã!

Parte 1 e Parte 3 deste artigo.

Muda a tua vida, procura ser mais feliz: Novo Curso Para Seres Feliz – 8 semanas ONLINE com Filipa Martinho, sabe mais aqui.

Filipa Martinho – Consultas de desenvolvimento humano de carácter pessoal, orientação e aconselhamento via Skype. Cursos e workshops de autoconhecimento presenciais e online. Sabe mais aqui. Queres agendar uma consulta ou participar numa formação? Entra em contacto por aqui.

2 thoughts on “CAMINHO DE SANTIAGO: O QUE APRENDI E LEVO PARA A VIDA #2

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s